Última atividade escoteira de 2021 é marcada por passagens em todos os ramos
Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
A última atividade do GEJA de 2021 foi marcada por mudanças em todos os ramos: lobinhos passaram para as tropas escoteiras; escoteiros passaram para as tropas sêniores; sêniores e guias passaram para o Clã; e um pioneiro se tornou escotista.

17 jovens mudaram de ramo: lobinhos passaram para as tropas escoteiras; escoteiros passaram para as tropas sêniores; sêniores e guias passaram para o Clã; e um pioneiro se tornou escotista.

Neste sábado (27/nov/2021), o GEJA fez uma mega-cerimônia de passagem de ramos – evento onde os jovens que alcançaram a faixa etária máxima de um ramo passam a experimentar novos desafios e atividades no ramo da faixa etária seguinte. Nas passagens de lobinhos para escoteiros e de escoteiros para o ramo sênior, os jovens passaram por uma tirolesa montada pela equipe de técnicas verticais do grupo – de maneira divertida e muito segura, sempre sob supervisão dos chefes e com os devidos equipamentos de proteção de segurança.

Após a passagem, os jovens davam o seu primeiro “Sempre Alerta” para a seção que deixava, de uma forma alegre e marcante.

Tivemos a oportunidade de ouvir um pouco da experiência destes jovens, sobre suas expectativas, bem como dos seus familiares e Chefes de Seção, onde muitos davam seus últimos conselhos e se despediram de forma muito cheia de gratidão e carinho.

Julia Barreira, 14 anos, passou do ramo escoteiro para o ramo sênior e lembrou sobre sempre acompanhar a irmã, que era sênior, quando ela ainda era muito jovem. Yann Popov, 14 anos, que também chegou ao ramo sênior neste sábado, falou sobre a importância de aproveitar as fases para não se arrepender do que deixou de fazer. Ambos passaram da Tropa Escoteira Galápagos para a Tropa Sênior Yucumã.

Logo depois passaram as jovens Lis Garboggini e Laura Braga, da Tropa Escoteira Andrômeda. Muito animadas, elas se despediram juntas da sua seção anterior e chegaram à Tropa Sênior Ibiajara.

A chefe Paula, da Tropa Escoteira Cruzeiro do Sul, se despediu com carinho da jovem Ana Cláudia, que também foi para a Tropa Sênior Ibiajara, onde pudemos ver a animação em receber a jovem.

Na sequência, houve a passagem do lobinho Guga, da Alcateia Lobo Guará, que disse estar animado com a sua entrada na Tropa Escoteira Cruzeiro do Sul. Pudemos ainda registrar o momento em que o lobinho Eric deseja tudo de bom ao seu amigo Guga quando foi recebido em sua nova tropa.

Enquanto isso, o Akelá Ponciano, da Alcateia Lobos do Parque, se despedia de seis lobinhos: Matheus Feitosa, Alexandre Teixeira e Guilherme Fernandes foram para a Tropa Escoteira Cruzeiro do Sul; e Matheus Fakhouri, Bernardo Ruzzante e Gabriela Guanais foram para a Tropa Escoteira Galápagos.

Patrícia e Marcelo, pais da jovem Gabriela Guanais, falaram com muita empolgação e emoção da conquista da jovem do tão esperado distintivo de Cruzeiro do Sul – que, por coincidência, aconteceu no mesmo dia em que a jovem faz aniversário, na data da sua passagem!

A família do jovem Bernardo Ruzzante estava toda presente, com a mãe Gabriela Santos, o pai Daniel Santos e a irmã Bruna Ruzzante, e nos disseram como era importante este momento de conquista.

No ramo Pioneiro, Lucas Figueirêdo se despediu do Movimento Escoteiro para se concentrar em outras atividades – mas deixou o compromisso de retornar como adulto voluntário no futuro. Já Guilherme Villanova não quis esperar: deixou o Clã como membro juvenil neste sábado e já iniciará 2022 como Escotista na Tropa Escoteira Cruzeiro do Sul.

Também tivemos a presença e colaboração do Escotista Rafael, do Grupo Escoteiro São Luís de Gonzaga, de Curitiba. Rafael é amigo pessoal da Kotick Bárbara Neves, da Alcateia Lobo Guará, e ambos já se encontraram em diversas atividades nacionais e internacionais.

Após todas as passagens, a equipe de técnicas verticais, com a ajuda de outros adultos, desmontaram toda a infraestrutura da tirolesa e, nesse momento, foi possível conversar rapidamente com o Chefe Cláudio, responsável pela segurança e orientações aos jovens na plataforma de lançamento. Cláudio explicou haver jovens que já haviam passado pela tirolesa em outras atividades e, atravessam com tranquilidade, mas para outros foi a primeira experiência, e era necessário acalmá-los para poderem aproveitar a experiência e se divertir.

Autor

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos Relacionados

%d blogueiros gostam disto: